Escola Dayse Mara desenvolve senso crítico de alunos com “Juri Simulado”

Escola Dayse Mara desenvolve senso crítico de alunos com “Juri Simulado”
ELETROSSOL NORTE JARU Instalação energia solar

A escola Dayse Mara de Oliveira Martins realizou nas noites de 29 e 30 de agosto (terça e quarta-feira) a culminância das atividades referentes ao AMAC (Atividades Multidisciplinares por Área do Conhecimento) idealizados pelas docentes Joslene Travezani (Biologia), Leidinalva Santos (Química) e Marinete Martins (Física).  As atividades foram desenvolvidas por estudantes do Ensino Médio na Modalidade Regular e EJA (Educação de Jovens e Adultos) do período noturno.

 O projeto teve como objetivo abordar os assuntos: Liberação de Alimentos de Procedência Transgênica e Desenvolvimento Sustentável, temas estes que atualmente geram posições diversas perante a sociedade e que são assuntos frequentemente abordados no ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio) e vestibulares. Os docentes na busca de desenvolver em seus educandos domínio de conteúdo, senso crítico, habilidade de explanação sobre o assunto e além de fomentar sua capacidade de criatividade e desenvoltura optaram por uma metodologia que consistiu em estudos sobre os temas e suas abordagens de posicionamentos favoráveis e/ou contrários sobre eles.

Após os estudos realizados os estudantes tiveram que explanar e defender seus posicionamentos em uma atividade que fora batizada de “Tribunal de Júri” tendo a participação especial da Orientadora Educacional, Maria Damiana Felício representando uma Juíza. Além disso, a programação contou com a presença de alunos representando os seguintes personagens: promotores, advogados de defesa e acusação, policiais e jurados. Deste modo, os assuntos foram trabalhados com precisão e de forma dinâmica envolvendo a comunidade escolar e seus colaboradores, o que contribuiu  ainda mais para o sucesso das atividades através do empenho e dedicação dos alunos responsáveis pela execução do projeto bem como os educadores envolvidos de forma direta ou indiretamente.

Texto: Elias Gonçalves  

Comentários