Criança de um ano e dois meses morre vítima de violência, polícia não descarta estupro

Criança de um ano e dois meses morre vítima de violência, polícia não descarta estupro
Criança de um ano e dois meses morre vítima de violência, polícia não descarta estupro
Foto: Jaru Online

Foi sepultado nesta sexta feira (18) o corpo de João Vitor Santos Cardoso, de apenas um ano e dois meses de idade.

A criança faleceu no último dia 16 no Hospital Cosme Damião em Porto Velho, vítima de uma grave lesão abdominal interna ocorrida no dia 15, ocasião em que foi encontrada caída e ferida em uma calçada próximo à sua residência na rua Raimundo Barreto setor 07 em Jaru.

Segundo informações dos pais da criança eles haviam se ausentado da residência e deixado o menor na companhia de uma sobrinha de 16 anos, ao retornarem a mesma informou que a criança estava passando mal, pois não parava de chorar.

Neste instante a mãe levou o filho às pressas ao médico que informou que a criança havia sofrido maus tratos, já que este apresentava várias manchas roxas no abdômen.

Assim o médico pediu a transferência urgente da criança ao Hospital Cosme Damião aonde veio a falecer.

No atestado de óbito da criança a causa da morte foi denominada como Choque Séptico, Rotura de Víscera Oca, Trauma Abdominal Fechado, Maus tratos de Vulnerável.

O delegado responsável pelo caso Dr. Salomão de Matos, abriu inquérito para investigar o caso, e já ouviu o padrasto da criança, a mãe e mais um membro da família, para elucidar as causas que levaram a morte do pequeno João Vitor.

6065dfc291c66afa56e36fec7827cc8c

Fonte: Jaru Online

Comentários