Como o mundo vai mudar conforme as mudanças climáticas

Como o mundo vai mudar conforme as mudanças climáticas
ELETROSSOL NORTE JARU Instalação energia solar

Cientistas alertam para as alterações no clima, cada vez mais visíveis

As evidências de mudanças climáticas globais são cada vez mais claras a medida em que o tempo avança. Não somente o desenvolvimento industrial, mas a intervenção humana tem contribuído imensamente para as alterações climáticas. Estas variações tendem a piorar a não ser que mudanças urgentes sejam feitas.

 

Diminuição de geleiras, incêndios florestais, aumento do volume de oceanos e ondas de calor mais intensas. Todos esses fatores são apenas alguns exemplos que já acontecem, e que cientistas alertam há tempos. Segundo especialistas, as temperaturas globais vão continuar a aumentar nos próximos anos, principalmente devido a elevada concentração de gases na atmosfera.

Os perigos das elevadas temperaturas globais

Pesquisas da Organização Meteorológica Mundial (OMM) indicam que os quatro últimos anos foram os mais quentes já registrados. Caso a tendência de elevadas temperaturas se mantenha, o mundo sofrerá impactos profundos tanto no ecossistema, quanto na agricultura, afetando o fornecimento de água e comida.

 

Somado a isso, a elevação nos níveis de chuva, mais secas e ondas de calor, e maior intensidade de furacões e outro fenômenos naturais. Autoridades de Estados de diversos países, juntamente com a ONU, trabalham em alterações no acordos ambientais para limitar o aumento de temperaturas em até 1,5°C e reduzir os impactos do aquecimento global. Esse valor já é uma versão atualizada da meta de temperatura global, considerando os dados e danos atuais.

Alternativas para o meio ambiente

Países e cidades com desenvolvimento acelerado tendem a ser as mais prejudicadas com as alterações climáticas, pois são justamente as que causam maiores impactos ambientais. Redução de áreas verdes, uso de transportes com combustíveis fósseis e elevado consumo prejudicam o meio ambiente, e aumentam os problemas de aquecimento global. China e EUA atualmente são os maiores emissores de gases de efeito estufa.

 

No entanto, alguns centros urbanos buscam alternativas para tratar e amenizar os problemas ambientais, com a implementação de mais espaços verdes e a proteção das áreas remanescentes. Como é o caso da cidade de Campina Grande, no estado da Paraíba. Cidades como Toronto, no Canadá, e Nova Iorque, nos EUA, também já trabalham práticas para melhorar a qualidade do ambiente.

Além de iniciativas do governo como estas, pequenas ações individuais também podem ser feitas. A prática regular de reciclagem, uso de transportes coletivos e alternativos, evitar desperdícios de recursos naturais, além da redução do consumo de carnes, leite e derivados.

 

Estudos recentes mostram que a indústria agropecuária é uma das grandes responsáveis pelos efeitos negativos no meio ambiente, devido às altas taxas de emissão de carbono, desmatamento e consumo de água em sua produção. O consumo de grãos e alimentos sazonais, de pequenos produtores, bem como uma dieta com menos carne no dia a dia, podem contribuir para uma melhora nesse quadro.

 

Todas essas pequenas ações, juntamente com melhores práticas agrícolas e das grandes indústrias, podem ajudar a preservar o meio ambiente e a construir um futuro sustentável.

Comentários