Caso Marielle: A pedido do MP, acusados serão transferidos para presídios fora do Rio por ‘motivo de segurança pública’

Caso Marielle: A pedido do MP, acusados serão transferidos para presídios fora do Rio por ‘motivo de segurança pública’
ELETROSSOL NORTE JARU Instalação energia solar

A Justiça acatou um pedido do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado do Ministério Público do Rio (Gaeco/MPRJ), e autorizou a transferência de Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz para presídios federais, fora do Estado do Rio. Eles são apontados pela investigação como o autor dos disparos que mataram Marielle Franco e Anderson Gomes, e o motorista do carro utilizado na emboscada, respectivamente.

O pedido foi deferido pelo juíz da 4ª Vara Criminal e, de acordo com o MP, foi feito por motivo de segurança pública.

A definição do presídio fica agora a cargo do Departamento Penitenciário Nacional (Depen).

Através de dados extraídos dos celulares, polícia acredita que Ronnie Lessa (esquerda) e Élcio Queiroz (direita) estiveram juntos no dia da morte de Marielle Foto: Reprodução
Através de dados extraídos dos celulares, polícia acredita que Ronnie Lessa (esquerda) e Élcio Queiroz (direita) estiveram juntos no dia da morte de Marielle Foto: Reprodução

Operação Lume

A dupla está presa desde a última terça-feira, quando o Gaeco e a Delegacia de Homicídios realizaram – de forma antecipada – a Operação Lume . Eles foram detidos ainda durante a madrugada,e uma grande quantidade de material foi apreendida pelos investigadores. À tarde, no mesmo dia, policiais encontraram 117 fuzis desmontados num endereço ligado a Lessa, onde morava um amigo de infância do réu, Alexandre Motta.

Comentários