‘Cabe aos pais cuidar das crianças’, diz delegado sobre pornografia infantil na internet em RO

‘Cabe aos pais cuidar das crianças’, diz delegado sobre pornografia infantil na internet em RO

Para além das investigações policiais, os principais aliados no combate à pornografia infantil na internet são os próprios pais. Isso é o que diz o delegado da Polícia Federal em Rondônia (PF-RO) Gabriel Fuchs.

Segundo ele, os responsáveis precisam ficar de olho nos filhos e verificar com quem conversam dentro das redes sociais. “Cabe aos pais cuidar das crianças. Tem que monitorar o que essas crianças fazem, ver com quem elas conversam”, disse.

Investigar os tipos de “amigos virtuais” que as crianças e os adolescentes fazem também é uma das dicas deixada pelo delegado.

Para evitar novas vítimas de usuários suspeitos, Gabriel ensina: nunca compartilhe fotos íntimas, evite dar endereços próximos de onde mora e estuda, não faça amizades virtuais com estranhos e jamais os encontre sem autorização.

“Até mesmo porque, na maioria das vezes, o amigo virtual não é quem ele finge ser”, complementou o delegado.

Inpunitus

Na última semana, cerca de 40 policiais federais foram às ruas de Porto Velho, Ariquemes e Ji-Paraná para frear o crime. Na Operação Inpunitus, cinco pessoas foram presas em flagrante e, de nove mandados de busca e apreensão expedidos, sete foram cumpridos.

Os investigados são suspeitos de armazenarem e divulgarem cenas de sexo explícito ou pornográficas envolvendo crianças ou adolescentes. Há suspeitas de que alguns dos envolvidos também aliciavam menores pelas de redes sociais.

Operação investiga suspeitos de pornografia infantil.  — Foto: Divulgação/PF

Operação investiga suspeitos de pornografia infantil. — Foto: Divulgação/PF

Os policiais conseguiram recolher notebooks, tablets, pen drives, entre outros equipamentes que os suspeitos utilizavam para montar e divulgar imagens de pornografia infantil. No momento, todo o material passa por análise.

Segundo a PF, as investigações se basearam em um trabalho de inteligência que detectou pessoas usando redes sociais, serviços de e-mail e de armazenamento de arquivos na internet, além de programas para divulgar imagens e vídeos de pornografia infantil.

Comentários