Bolsa Atleta amplia fomento ao desporto de alto rendimento em Rondônia

Bolsa Atleta amplia fomento ao desporto de alto rendimento em Rondônia

Com o objetivo de garantir recursos para a manutenção pessoal dos atletas rondonienses, o Governo de Rondônia, por meio da Superintendência da Juventude, Cultura, Esporte e Lazer (Sejucel), lançou nos dias 4, 5 e 6, no interior do Estado, o segundo certame do Programa Bolsa Atleta, que contempla, nesta etapa, oito municípios: Porto Velho, Ariquemes, Vilhena, Pimenta Bueno, Ouro Preto do Oeste, Cacoal, São Francisco e Rolim de Moura.

O atleta de Vilhena, Henrique Nunes (18), faixa preta no Kong-Fu, foi um dos contemplados e diz ver com bons olhos a ajuda que está recebendo. “Vou poder me dedicar com mais tranquilidade aos treinos, com a certeza de ter recursos para um alimentação ideal, roupas mais adequadas aos treinamentos, e até recurso para uma eventual viagem para competir”.

O Programa Bolsa Atleta é destinado ao fomento do desporto de alto rendimento, em todas as modalidades individuais e coletivas, olímpicas ou não. Em sua fala, o superintendente da Sejucel, Jobson Bandeira, destacou a importância desse programa. “Nossos atletas precisam de uma melhor assistência. O programa é uma ajuda, pois sabemos como são grandes as despesas que eles têm. O Bolsa Atleta pode transformar uma carreira, se forem bem aplicados os recursos”.

Jobson lembrou que, o programa, além de oferecer condições necessárias para que os atletas possam dedicar-se aos treinamentos esportivos e participar de competições que permitam o desenvolvimento de suas carreiras, os atletas precisam atentar-se quanto aos gastos e às prestações de contas. “No primeiro certame tinham 29 atletas, destes somente nove conseguiram apresentar suas prestações de contas adequadas às normas do programa. Os outros 20 não conseguiram prestar contas. Isso é ruim, porque nós queríamos estar hoje somente com a ampliação. Queríamos ter os novos atletas se juntando aos 29 do ano passado. Mas 2020 nós queremos todos de volta. E dando as boas vindas aos novos que chegarem”.

Neste ano, o Programa Bolsa Atleta vem com uma nova configuração, abrangendo todas as modalidades esportivas praticadas formalmente em Rondônia e que integram os programas dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos. Desta vez, serão mais atletas beneficiados, dando o sucesso real para o qual o Programa foi criado.

Romário Pereira de Pimenta Bueno, 26 anos, é atleta de capoeira e lembra com os olhos marejados do início de sua carreira no esporte. “Meu pai não aceitava que eu treinasse a capoeira, ele queria me ver no futebol, a única que me dava apoio era minha mãe. Ela diz que não importa o esporte, é pra eu ser o melhor por onde eu for. Eu estou seguindo seus conselhos, tenho uma rotina de treinos e sei que chegarei em lugar onde poderei ajudar meus pais”.

O Bolsa Atleta é um programa Sejucel criado pela Lei nº 3.843, de 27 de junho de 2016, alterado pela Lei nº 4.415/2018, que aperfeiçoou sua organização, abrangeu mais atletas e vem garantindo apoio a quem mais precisa.

Ao final da solenidade de lançamento os atletas participaram de palestras para capacitar nas prestações de contas e o coordenador estadual do programa, Ilmar Esteves, apresentou resultados dos atletas que receberam o Bolsa Atletas em 2018.

As solenidades aconteceram em Ariquemes, Ji-Paraná e Vilhena. Na próxima terça-feira (11), o lançamento do programa acontece em Porto Velho.

Veja a quantidade de atletas beneficiados em cada município:

Porto Velho – 21
Ariquemes – 4
Vilhena – 6
Pimenta Bueno -3
Ouro Preto do Oeste – 3
Cacoal – 3
São Francisco- 1
Rolim de Moura – 5

Fonte:SECOM

Comentários