Assassino de policial federal em Rondônia é preso na Bolívia

Assassino de policial federal em Rondônia é preso na Bolívia
ELETROSSOL NORTE JARU Instalação energia solar

Foi preso na terça-feira na cidade de Santa Cruz de la Sierra,(em decorrência de trabalho conjunto da PF/RO com nosso diligente adido na Bolívia) o assassino do APF Roberto SIMÕES de Mentzinger (membro da galeria de heróis da PF).

 

O preso, traficante Gilmar José Bassegio, vulgo “Tchoco”, já condenado pelo homicídio, foi trazido na madrugada desta sexta-feira(15), pela polícia Boliviana até a cidade de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, onde foi entregue a PF.

 

Segundo o Superintendente da PF em RO: “A Policia Federal jamais esquece seus heróis e é incansável na perseguição de criminosos que atentam contra a vida de seus profissionais.”

 

O APF Simões é integrante da galeria de heróis da PF.

 

 

O crime

 

Em 3 de dezembro de 1999, enquanto investigava uma quadrilha de traficantes na região de Pimenteiras, que mandaria cocaína da Bolívia para São Paulo, Mentzingen e mais dois polícias caíram em uma emboscada.

 

Segundo a Justiça, os federais teriam sido conduzidos pelo traficante Eliseu Schmitt, líder de uma família que supostamente comanda o tráfico de cocaína na região, até uma chácara na beira do Rio Guaporé.

 

Ao chegarem no local, os agentes foram surpreendidos por dez traficantes bolivianos. Na ocasião, Mentzingen levou um tiro no coração e caiu no rio. Os companheiros também ficaram feridos e foram capturados pelos traficantes.

 

De acordo com depoimentos colhidos na época, a quadrilha decidiu não matar os demais policiais federais para que eles contassem a história. Após Mentzingen ser morto, os policiais acabaram abandonados em uma pequena ilha, onde ficaram sangrando até serem socorridos.

 

Logo depois, o traficante retirou o corpo do policial do Rio Guaporé e o enterrou em uma cova rasa, em uma ilha próxima da cena do crime. O cadáver foi encontrado mutilado dois dias depois pelas autoridades, provavelmente devorado por onças.

 

Depois da morte, Roberto Simões de Mentzinger foi homenageado com o título de Herói da Polícia Federal, rendida a integrantes que morreram em confronto direto no exercício da função.

Comentários