Apenados são presos com armas artesanais, após jogarem fezes e urina em agentes penitenciários

Apenados são presos com armas artesanais, após jogarem fezes e urina em agentes penitenciários

Agentes penitenciários evitaram um princípio de motim no final da tarde de terça-feira (8), após dois detentos tentarem evitar a retiradas de outros prisioneiros da cela B27, do presídio Jorge Thiago, o “603”, localizado na Estrada da Penal, Zona Rural de Porto Velho. Gabriel Moraes dos Santos, de 20 anos, e Kleuton da Silva Reis, de 37 anos, foram presos.

Agentes penitenciários informaram na delegacia que foram fazer a transferência de dois detentos, quando os demais começaram a jogar fezes e urina. Os servidores que precisaram usar técnicas para conter os ânimos.

Durante o tumulto, os agentes flagraram Gabriel e Kleuton com armas artesanais, que a todo momento tentavam criar o motim entre os presos de outras celas.

A situação foi controlada com a chegada de outros agentes, que retiraram os presos da cela, e durante uma vistoria foi achado outras barras artesanais.

Os dois presos receberam voz de prisão, e foram encaminhados para a Central de Flagrantes.