Água invade comércios e deixa ruas alagadas na região central de Porto Velho;

Água invade comércios e deixa ruas alagadas na região central de Porto Velho;

A Rua Prudente de Moraes com Euclides da Cunha, no Bairro Cai N’Água, em Porto Velho, amanheceu alagada nesta sexta-feira (1º), por causa do transbordamento de um canal localizado na Rua Jaci-Paraná com Rogério Weber. Proprietários de lojas foram obrigados a fechar as portas e outros ainda continuam no local mesmo correndo risco de a água entrar no comércio.

De acordo com comerciantes da região, o alagamento se intensificou após as chuvas registradas durante a madrugada e é também ocasionado pelo alto nível do Rio Madeira, que chegou a cota de 16,93 metros, hoje. A água invadiu ruas e chegou até os comércios, que começam a enfrentar dificuldades com a enchente.

Comerciantes relatam que por chegaram ao local ainda durante a madrugada, por volta das 2 horas, para retirar ou elevar mercadorias.

A região é bem movimentada e alguns motoristas e pedestres continuam se arriscando a passarem. Outros desistiram e acabaram voltando para procurar uma rota mais segura.

Outros pontos alagados
Como Porto Velho é cortada por vários canais, a região mais baixa dos bairros centrais, próximos ao rio, há vários pontos em que a cheia já pode ser percebida, como na Rua Alexandre Guimarães, Bairro Baixa União. Os moradores tentam improvisar para permanecerem em casa e construíram escadas de madeira para entrarem ou saírem do imóvel.

Outro ponto afetado foi a feira do produtor rural localizada na Avenida Rogério Weber com Jaci-Paraná. O local fica ao lado do Igarapé Santa Bárbara, que transbordou e obrigou a mudança de endereço da feira do Cai N’Água, que ocorre aos domingos.

A Rua Beira Rio, no Bairro Cai N’Água, é normalmente uma das primeiras ruas a ser alagada. Ela fica bem próximo ao Rio Madeira e é usada como via de acesso por muitos barqueiros que atracam em Porto Velho.

Comentários