Abertas inscrições para rondonienses participarem do 4° CNA Jovem

Publicada em


Estão abertas até 31 de julho as inscrições para a 4ª edição do CNA Jovem, um programa de desenvolvimento a novas lideranças para o agronegócio. O projeto é uma iniciativa do sistema CNA/Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Segundo o edital, jovens de 22 a 30 anos podem participar do CNA Jovem, mas é necessário ter formação técnica ou superior completa. Também é preciso ter vínculo com o setor agropecuário, como ser filho de produtor rural, atuar no meio rural ou possuir formação na área de ciências agrárias. A inscrição é feita online.

De acordo com o Senar, o programa gratuito busca apoiar o desenvolvimento de novas lideranças “para enfrentar desafios e buscar inovações para a agropecuária brasileira em cinco áreas: institucional, sindical, político-partidária, empresarial e educacional”.

As seletivas do CNA Jovem são feitas em etapas classificatórias e eliminatórias. Quem for selecionado de Rondônia vai para uma etapa nacional, com a participação de jovens de todos os estados.

Rondônia participou de três edições nacionais, segundo o Senar: 2014/2015 – 2016/2017 e 2018/2019. Nas duas últimas edições o estado foi destaque na etapa nacional com a jovem Morganna Medeiros e Érique Costa.

Na etapa do Brasil, os participantes do CNA Jovem montam um elenco de iniciativas com resolutividade para desafios do setor e proporciona aos participantes desenvolvimento pessoal, autoconhecimento, compreensão do seu propósito e atuação de liderança.

“Além da oportunidade de se relacionar com outros líderes potenciais do Brasil inteiro, os participantes do CNA Jovem passam a conhecer melhor a realidade dos diversos estados, regiões e cadeias produtivas, inclusive tendo acesso a profissionais de grande experiência e referência na área”, diz o Senar.

Ao fim do programa os jovens começam a integrar uma rede de intercâmbio, possibilitando que eles trabalhem iniciativas de liderança, elaborem propostas inovadoras ao avanço do setor e atuem em questões de interesse do agro.