7 conselhos financeiros de um homem que se aposentou aos 34 anos

7 conselhos financeiros de um homem que se aposentou aos 34 anos

Brandon é um desenvolvedor de software que, por questões de segurança, não revela seu sobrenome. Ele teve a alegria de conseguir se tornar financeiramente independente muito cedo e, aos 34 anos, simplesmente decidiu que era hora de se aposentar e curtir a vida.

Não que Brandon viva viajando e tomando sol nas praias mais paradisíacas do planeta – talvez ele até faça isso de vez em quando –, mas sua aposentadoria consiste também em escrever sobre assuntos financeiros em um blog que ele criou exatamente para isso. Nessa página, ele dá alguns conselhos bem interessantes sobre como se deve lidar com dinheiro – confira alguns deles a seguir:

1 – Descubra o que te faz feliz

Sério. Ouça esse conselho de uma vez por todas e acredite nele. O segredo é descobrir o que você considera realmente importante em termos de investimento financeiro e como essa coisa pode fazer de você uma pessoa mais feliz.

Não gaste seu dinheiro com itens específicos só porque é o que todos estão comprando. Você não precisa, por exemplo, de um carro caríssimo só para impressionar as pessoas, então não dê o passo maior do que a perna em busca de status social.

“Quando eu percebi que dinheiro poderia comprar a minha liberdade – liberdade entre as 9h e as 5h, liberdade de despertadores, liberdade de não gastar meu tempo com os pedidos ridículos do meu chefe –, direcionei todo meu dinheiro na direção desse objetivo. Eu não perdi as coisas das quais eu estava ‘desistindo’ para economizar e ter independência financeira porque minha liberdade era mais importante do que qualquer coisa que eu pudesse comprar”, resume ele.

2 – Mantenha o foco nas coisas que você pode controlar

Brandon explica que de nada vale viver estressado e com medo do que está acontecendo no mercado das ações ou ansioso para saber cotações de diversas moedas. Para melhorar o cenário, o jeito é focar naquilo que está ao seu alcance. Se investir faz parte do seu plano de conseguir dinheiro, prefira fundos de custos menores.

Ele recomenda que reduzamos nosso risco de volatilidade em investimento por meio de estratégias inteligentes, como buscar formas legais de pagar menos impostos.

3 – Automatize as coisas

Você já tem uma carteira de fundos diversificados, já investiu suas economias em ações de baixo custo e agora consegue tirar proveito de suas vantagens fiscais. Uma vez que isso esteja certo, você vai precisar configurar seus investimentos mensais para que sejam feitos de forma automática, assim você tira seu cérebro de campo e evita tomar decisões importantes no calor das emoções.

4 – Deixe de consumir e comece a criar

“Consumir fornece felicidade provisória e criar fornece felicidade durável”, simplifica Brandon. O “consumo” aqui não está apenas se referindo a itens materiais, mas também em consumir, durante horas a fio, programas de televisão que não nos acrescentam nada, por exemplo. Se estivéssemos preocupados em criar algo produtivo, seria bem melhor.

Pense assim: quando você estiver em seu leito de morte vai sentir orgulho das horas que passou no Facebook ou das coisas que criou ao longo da vida?

5 – Aposente sua TV

Brandon nos incentiva a criar coragem para simplesmente vender o aparelho e começar a viver sem ele. Para ele, deixar a TV de lado significa ser menos afetado pelas campanhas publicitárias às quais somos frequentemente expostos. Essas campanhas são feitas para nos deixar menos felizes com o que temos e mais propensos a gastarmos dinheiro com itens que nem mesmo são necessários.

Ele afirma que o mesmo vale para noticiários, que nos mostram uma realidade assustadora e intimidadora e, aos poucos, criam pessoas que não fazem questão de sair de casa. Para Brandon, viver longe desse tipo de estímulo nos faz aproveitar a vida de verdade.

6 – Conheça outros países

Sair da nossa zona de conforto e conhecer outras realidades, especialmente se estiver com o dinheiro contado, é uma boa maneira de perceber que vivemos com regalias e com excesso de itens desnecessários. Além de conhecer diferentes estilos de vida e outras pessoas, passar um tempo em outro país vai provar a você que é possível viver com muito menos do que você vive – e curtir inúmeras aventuras, ainda por cima.

7 – Acumule experiências e aprendizados

Comentários