Suspeito de agredir e manter esposa em cárcere privado é preso em RO

Suspeito de agredir e manter esposa em cárcere privado é preso em RO

Um homem de 30 anos suspeito de agredir e manter a esposa em cárcere privado na região de Nova Mutum, distrito de Porto Velho, foi preso em flagrante pela Polícia Militar (PM) na última sexta-feira (5). A vítima, uma mulher de 35 anos, disse à polícia que foi mantida prisioneira dentro da própria casa, sofreu queimaduras de cigarro e chegou ser ameaçada com uma faca, dentre outras agressões que já duravam cerca de um mês.

Segundo o boletim de ocorrência, a mulher contou que só podia sair de casa em companhia do marido. Na sexta-feira, ela aproveitou de uma distração do suspeito, pediu ajuda de moradores e foi encaminhada ao Centro de Assistência Social de Jaci-Paraná.

No registro do caso, os policiais relatam que estavam em patrulha de rotina quando foram acionados a comparecer ao Centro de Assistência Social. Quando a PM chegou ao local, a mulher disse aos militares que há cerca de um mês vem sofrendo várias agressões físicas e psicológicas e que teve o corpo queimado com ponta de cigarro.

A mulher disse ainda que chegou a ser ameaçada com uma faca e que não sofreu nada porque os filhos intercederam por ela. A vítima contou também que foi mantida prisioneira dentro da própria residência e que só tinha permissão para sair na companhia do marido.

Vizinhos e os filhos da mulher confirmaram os fatos, segundo informou a PM. Depois de ouvir o relato da vítima, a polícia foi até a residência do casal e prendeu o suspeito. Em seguida, o homem foi encaminhado à Central de Polícia de Porto Velho, onde foi autuado por cárcere privado.

central

Comentários