Sistema Fecomércio-RO fará campanha de conscientização contra o mosquito Aedes Aegypti

Sistema Fecomércio-RO fará campanha de conscientização contra o mosquito Aedes Aegypti

O Sistema Fecomércio inicia esta semana mais um trabalho de relevância social, dessa vez se juntando à campanha de conscientização do Município em relação ao combate ao mosquito do Aedes Aegypti, transmissor da Dengue, da Febre Chikungunya e do Zika Vírus, doenças altamente transmissíveis e motivo de mobilização em todo o País por parte das autoridades sanitárias e população em geral.

Nesse contexto, o Sistema Fecomércio-RO aceitou a proposta de parceria feita pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), quem em conjunto com a Secretaria Municipal de Trânsito (Semtran) e o Departamento de Marketing do Shopping Porto Velho estão unindo esforços para o combate ao Aedes Aegypti por toda a capital e distritos da Grande Porto Velho.

Segundo o presidente da Fecomércio-RO, Raniery Coelho, a campanha é interna, mas atingirá não só os servidores, mas também os usuários e parceiros do Sistema Fecomércio-RO/Sesc/Senac, através da realização de atividades educativas em todas as unidades do sistema           . “O Sistema é grande e tenho certeza que mais uma vez nossos servidores e parceiros vão abraçar essa causa”, disse Raniery.

Porto Velho é uma das sete capitais dentre 655 cidades brasileiras que está em estado de alerta para as três doenças. O primeiro caso de Chikungunya, por exemplo, foi confirmado em Rondônia, na cidade de Vilhena, dia 29 de dezembro de 2015. Três pessoas já vieram a óbito no Brasil, vítimas do Chikungunya, duas na Bahia e uma em Sergipe, segundo dados do Ministério da Saúde.

Já no caso do Zika Vírus, Porto Velho registrou um caso “importado” de um paciente que veio da Paraíba. Apesar de ser menos agressiva que a dengue, o Zika é apontado pelas autoridades como o causador da microcefalia em bebês. A Prefeitura de Porto Velho realizou ciclo de palestras e capacitações com os profissionais de saúde como enfermeiros, agentes comunitários de saúde e endemias e diretores de Postos de Saúde e Unidades de Pronto Atendimento (UPA).