São Paulo Tem 7 Casos De Microcefalia Que Podem Ter Relação Com Zika

São Paulo Tem 7 Casos De Microcefalia Que Podem Ter Relação Com Zika

O secretário municipal da Saúde, Alexandre Padilha, afirmou na noite desta sexta-feira (5), ao chegar ao Anhembi, que a capital paulista registrou sete casos de microcefalia, sendo que todos podem ter relação com o zika vírus. São Paulo também registrou os dois primeiros casos autóctones (morador contraiu a doença na cidade) confirmados de febre Chikungunya.

No caso do zika vírus, não há registro de casos autóctones neste ano, mas sete crianças nasceram entre janeiro de 2015 e janeiro deste ano com microcefalia que pode ter relação com zika. “Os indícios são: mãe com histórico de passagem por regiões com casos suspeitos de zika, em especial no Nordeste, febre e manchas vermelhas pelo corpo durante a gestação. As crianças estão sendo monitoradas, e os casos, investigados. A cidade manteve no ano passado a média anual de 18 nascimentos com microcefalia”.

De acordo com Padilha, duas mães com o vírus zika passaram pelo Nordeste.

A Prefeitura de São Paul.o também iniciou nesta sexta-feira (5) um protocolo para acompanhamento de casos de bebê com microcefalia. “São Paulo não tem nenhum caso de zika autóctone. Nós tivemos sete microcefalias que a história de exposição da gestante foi do Nordeste. Essas crianças passam desde o nascimento a serem acompanhadas semanalmente na unidade básica de saúde e no centro de reabilitação. São feitas visitas quinzenais às casas dessas crianças”, disse Padilha no camarote da Prefeitura de São Paulo no Anhembi.

Segundo o secretário, um casal de idosos, de 84 e 71 anos, teve febre Chikungunya no Sacomã, Zona Sul da cpaital paulista. No ano passado, o município registrou apenas casos importados: 62 durante todo o ano de 2015.

De 03 a 20 de janeiro, a capital paulista registrou 528 casos autóctones de dengue contra 376 nas três primeiras semanas de 2015.

Diante desses dados ainda preliminares, a administração estima que, nesse ritmo, a cidade pode enfrentar novamente uma situação crítica em 2016, com até 150 mil casos de dengue.