Polícia Civil conclui que Primeira-Dama de Candeias não foi sequestrada

Polícia Civil conclui que Primeira-Dama de Candeias não foi sequestrada

A Polícia Civil divulga nesta quarta-feira a conclusão do inquérito que investigou um suposto sequestro da primeira-dama de Candeias do Jamary, Djeimi Cheurie Muniz, também secretária municipal de Saúde, crime anunciado por ela mesmo no dia 5 de janeiro.

A Polícia ainda não sabe a motivação, mas a mulher não foi forçada por ninguém a sair de sua cidade com destino a Guajará-Mirim, onde foi encontrada na madrugada. Ela contou isso em depoimento.

O resultado final do inquérito conclui que nunca existiu uma terceira pessoa que estaria forçando a primeira-dama, com ponto eletrônico e ameaçava o filho de morte. A mulher conseguiu mobilizar uma força-tarefa da Segurança Pública rondoniense, que utilizou até mesmo um helicóptero e fechou rodovias para tentar interceptar os supostos criminosos.

Os detalhes serão apresentados à imprensa nesta quarta-feira durante coletiva à imprensa, às 10 horas.

O jornal apurou que embora a Polícia não defina a motivação, o depoimento de Djeimi Cheurie Muniz tenta imputar uma suposta orquestração política contra ela e o marido, chegando a afirmar que forças ocultas estariam ameaçando ela e o prefeito pois são muito corretos”. O sequestro no entanto, nunca existiu, concluiu o inquérito.

Fonte: RONDONIAGORA