Período chuvoso requer cuidados redobrados contra o mosquito da dengue

Período chuvoso requer cuidados redobrados contra o mosquito da dengue

Com a chegada da estação chuvosa os locais propícios para a criação do Aedes aegypti se multiplicam e a população deve se mobilizar para eliminar os criadouros, pois o mosquito é o transmissor dos vírus da Dengue, Zika, Chikungunya, alerta a Coordenadora de Vigilância Epidemiologia a enfermeira Irineia Martins.

O Aedes leva de 7 (sete) a (10) dez dias para se desenvolver de ovo a adulto e a forma mais eficaz de evitar um surto das doenças transmitidas por ele é eliminar o ciclo de vida do inseto. A principal orientação é que a população adote medidas simples e nós temos algumas dicas para você evitar a proliferação do mosquito:

· Manter a caixa d’água completamente fechada;

· Jogar no lixo todo objeto que possa acumular água, como embalagens usadas, potes, latas, copos, garrafas vazias;

· Colocar o lixo em sacos plásticos;

· Não jogar lixo em terrenos baldios;

· Manter o saco de lixo fechado e fora do alcance dos animais até o recolhimento pelo serviço de limpeza urbana;

· Manter tampados tonéis e barris d’água;

· Encher de areia até a borda os pratinhos dos vasos de planta ou lavá-los com escova, água e sabão semanalmente;

· Remover folhas e galhos e tudo o que possa impedir a passagem da água pelas calhas

Essas ações são consideradas eficazes contra o mosquito causador dessas doenças que podem até matar.

Caso saiba de um foco de proliferação da dengue em algum imóvel no Município de Jaru, entre em contato com a Coordenação de Vigilância Epidemiológica situada na Avenida Rio Branco n° 1341 no antigo prédio da FUNASA ao lado da Secretaria Municipal de Saúde ou ligue 3521 2549.

O trabalho de prevenção deve ser permanente tanto para os profissionais e gestores da saúde como para a população. A vigilância é o melhor remédio!

Enfermeira Irineia Martins de Medeiros

Especialista em Saúde Publica e Saúde e Segurança do trabalhador

Chefe da Vig. Epidemiológica, Controle de Endemias e Ambiental

COREN/RO 365.919