Mulher surpreende ladrões em sua casa, é feita refém e apanha dos criminosos

Mulher surpreende ladrões em sua casa, é feita refém e apanha dos criminosos

Uma comerciante de 43 anos, moradora de Ouro Preto do Oeste, surpreendeu três ladrões em sua residência, na  Rua João Paulo I, na tarde de quarta-feira (13). Ao tentar correr e pedir ajuda, a moradora Aldina Alacrino foi rendida pelos criminosos e feito refém em seu quintal. Os ladrões roubaram uma pequena quantia em dinheiro, joias, roupas e pertences da vítima e de seus filhos. O trio fugiu em duas motocicletas que estavam estacionadas próximas ao local do furto. A Delegacia de Polícia Civil e o Quartel da Polícia Militar ficam a duas quadras da casa da vítima.

 

Segundo a vítima, ela teria chegado em casa por volta das 18h05min e percebeu o barulho e a quebradeira que os três ladrões promoviam no interior da sua casa. Imediatamente ela ligou para a PM, mas como os policiais não chegaram a tempo, Aldina ficou do lado de fora em prantos, e com a sensação de impotência diante da ousadia e despreocupação dos criminosos.

 

Ao lembrar que a Delegacia de Polícia Civil e o Quartel da PM ficavam próximos  de sua residência, a comerciante tentou correr, mas foi impedida por um dos criminosos. Com uma arma de fogo, ele a notou que ela estava tentando fugir e a rendeu, levando-a para o quintal, enquanto outros dois comparsas saqueavam o imóvel. Na hora de sair, um dos ladrões chutou as pernas de Alda, para que ela não tivesse forças para chamar a polícia.

 

A  ação durou pouco mais de 15 minutos. Mesmo estando bem próximo do local, a PM não chegou para socorrer a vítima e quem apareceu foi um policial civil que estava no Bosque Municipal, do outro lado da cidade, que ficou sabendo do roubo. Aldina Alacrino diz que esta é a quarta vez que é vítima de criminosos. Já foram registrados dois roubos a mão armada e um furto ao “Cantinho da Flora” de produtos orgânicos e salgados que ela administra no Mercado do Produtor, onde ocorrem as feiras de sábado.

 

Comentários