Locais Públicos Servem De Criadouro Para O Mosquito Aedes Aegypti

Locais Públicos Servem De Criadouro Para O Mosquito Aedes Aegypti

Na guerra contra a proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, do vírus zika e da febre chikungunya, o pedido é para que as pessoas não deixem água parada, mas às vezes o mau exemplo vem do poder público.

Um morador de Itápolis (SP) mandou uma foto à redação da TV TEM feita na praça central da cidade com água parada acumulada na fonte. Ele disse que é possível ver larvas do mosquito e reclama que os governantes cobram da população, mas não fazem a parte deles.

A mesma reclamação tem em Ourinhos. Um morador enviou fotos de duas piscinas do Centro Social Urbano, na Vila Cristoni, que é possível ver água parada e em situação de abandono.

A Prefeitura de Itápolis informou que a fonte foi reativada recentemente e que tem recebido os cuidados necessários, como a colocação de pastilhas larvicidas, que evitam a proliferação do mosquito da dengue. A equipe de Controle de Vetores do município monitora esse é demais locais do município para evitar a transmissão da doença. Já com a prefeitura de Ourinhos, por conta do ponto facultativo, não foi possível obter resposta até a publicação da matéria.

Morador reclama de fonte em Itápolis com água parada (Foto: Reprodução / TV TEM)Morador reclama de fonte em Itápolis com água parada (Foto: Reprodução / TV TEM)