Jovem Rondoniense abandona tudo pelo sonho de ser ator e consegue papel em novela da globo

Jovem Rondoniense abandona tudo pelo sonho de ser ator e consegue papel em novela da globo

Huan sempre foi apaixonado por dramaturgia e chegou a viver um personagem drag queen em Vilhena

O jovem Huan Alexandre de Colorado do Oeste, já foi destaque em Vilhena e região quando abriu portas para o debate sobre a liberdade de gênero, criando a personagem Safyra Zampirolli, que ele afirma ser também sua identidade. Huan saiu de Rondônia no final de 2017 e viveu inúmeras lutas em busca de um sonho e conseguiu se inserir no mercado da dramaturgia da Rede Globo.

Huan trabalhava em uma empresa em Colorado no final de 2017, quando conheceu uma pessoa pela internet que trabalhava na Globo. O jovem conta que saiu do trabalho e gastou a rescisão com as passagens para o Rio de Janeiro em busca do sonho. “Eu sempre amei dramaturgia, sempre quis ser ator. Peguei minha mala com poucas roupas e embarquei. Vivi lutas terríveis no primeiro dia em um lugar desconhecido em busca de algo que eu não sabia se ia dar certo, mas em pouco tempo consegui emprego e entrei para as novelas da Globo. Ainda não é fácil, tudo é novo, mas tenho certeza que qualquer pessoa com perseverança e amor consegue atingir seus objetivos”, comentou Huan sobre sua trajetória.

Huan já gravou diversas cenas para comerciais, novelas e minisséries e chegou a fazer um papel no filme em homenagem ao ícone da TV brasileira, Chacrinha, que estreia nos próximos meses. O coloradense também faz parte do elenco de “Deus Salve o Rei”, novela que iniciou nesta última segunda-feira.

Além da Globo, Huan fez uma participação na Record e afirma que o sonho continua. “Já fiz varias cenas como coadjuvante e conheci atores maravilhosos. Ainda sonho com papel de protagonista e vou trabalhar para melhorar minha performance cada vez mais até conseguir. É importante nunca desistir daquilo que se quer”, salientou.

Sobre Safyra, o jovem diz que ela é um outro lado de sua identidade, mas que não deixa de ser uma personagem. “Sou grato a ela, é o começo de tudo, onde aprendi a atuar. A Safyra não morreu, logo voltará. Já recebi convites pra ela aqui no Rio”, explicou, referindo-se à figura encarnada por ele, e que já se envolveu numa polêmica em Vilhena.

Huan diz que ainda enfrenta dificuldades fora de Rondônia, mas que todos os dias lembra do sonho que quer realizar. Nascido e criado em Colorado do Oeste, o artista disse que se descobriu em Vilhena. “Algumas coisas eu já conquistei e sou muito grato às pessoas de Vilhena e de Colorado, que acreditaram e acreditam em mim e que me dão apoio sempre. Tenho muitos amigos aí e eles me dão forças pra superar os obstáculos”.

Alem disso, ele disse que surpresas estão por vir na novela e logo os rondonienses o reconhecerão nas telinhas.

As fotos enviadas por ele são de gravações no Projac e poucas imagens e informações sobre os personagens que ele tem feito podem ser divulgadas devido ao contrato de sigilo firmado com a emissora.

 

Fonte: 010 – Folha do Sul Online

Comentários