Jaru: Vereadores e Associação de Bares e Lanchonetes questionam intensificação de blitz no munícipio

Jaru: Vereadores e Associação de Bares e Lanchonetes questionam intensificação de blitz no munícipio

A intensificação das blitz da Lei Seca no município, tem modificado a rotina do final de semana, principalmente de quem costuma beber e dirigir. As ações coordenadas pelo Departamento Estadual de Trânsito de Rondônia (DETRAN-RO), têm resultado na prisão de mais de uma dezena de condutores todo final de semana. Além da detenção, o condutor que for flagrado dirigindo alcoolizado terá que pagar multa de R$ 2.934,70, fiança com valor mínimo de R$ 3.000, e ficará com a CNH suspensa por 12 meses. Lembrando que somente no ano de 2017, o DETRAN Rondônia arrecadou com estas ações, mais de R$ 31 milhões.

O DETRAN esclarece que o objetivo das ações que vem ocorrendo praticamente todo final de semana, visa diminuir o índice de acidentes e mortes decorrentes da combinação de álcool e direção.

Para alguns setores da cidade, as ações da Lei Seca não extraem apenas resultados positivos, como afirmaram alguns vereadores esta semana na tribuna da Câmara, e representantes da recém-criada Associação dos Comerciantes em Bares, Restaurantes, Conveniência e Similares de Jaru (Ascombares).

O referido tema foi bastante debatido na Câmara Municipal de Vereadores de Jaru nesta última segunda feira, 26. Ao fazer uso da tribuna o vereador Orlando Costa dos Anjos, demonstrou sua insatisfação com o que ele classificou ‘como a causa de prejuízos a comércios e ao efetivo da Policia Militar’. O legislador também afirmou que as blitz tem como principal objetivo, cunho político e arrecadatório, atribuindo puro interesse dos gestores do DETRAN. O discurso foi endossado pelos vereadores Carlinhos, Renato Cabeleireiro e Josemar da 34.

Acompanhe o áudio na integra:

Para o presidente da Ascombares, Valdir Louzada, a associação recém-criada, que hoje representa mais de 200 comerciantes dos segmentos, terá como uma de suas maiores bandeiras, diminuir as blitz no município, pois em seu entendimento, as demasiadas ações de trânsito promovidas em Jaru, vem gerando enormes prejuízos a categoria. “Não sou contra a aplicação das leis de trânsito, mas entendemos que tudo tem que atender a critérios, pois enquanto estão prendendo cidadão de bem, e colocando em celas com bandidos, os ladrões de verdade estão matando e roubando pela cidade”, disse Valdir, declarando que os estabelecimentos noturnos estão vazios nos finais de semana, devido as blitz.

De acordo com o vice-presidente da Ascombares, Ivan Lelis, a associação está promovendo ações e reuniões afim de dar solução a situação, já tendo buscado entendimento com o comando da PM e direção da Ciretran local, ressaltando ainda, estar feliz com o apoio dos vereadores.

E você o que acha sobre este assunto? Deixe sua opinião nos comentários.

VSB SEGUROS AUTO - EXPERIMENTE UM ACIDENTE (2)

Comentários