Jaru: Suspeito do homicídio de Servidora Pública se entrega a polícia

Jaru: Suspeito do homicídio de Servidora Pública se entrega a polícia

Se entregou na manhã desta segunda feira (15), na Delegacia de Policia Civil, acompanhado de uma advogado o principal suspeito de ter sido o autor do assassinato de Juliane Ferreira de Almeida, morta no último sábado (13), em uma propriedade rural em Theobroma. Relembre aqui

Ao se entregar ele contou sua versão dos fatos ao delegado plantonista. Segundo Eduardo Cordeiro dos Santos, ele teria traído Juliane alguns dias atrás enquanto ela viajava, quando ela voltou, ele confessou a traição e ela ficou revoltada. Porém já haviam resolvido o caso. Contudo, sexta-feira, durante o almoço, o assunto da traição teria voltado à tona e eles começaram a brigar. No final da tarde, ele disse que iria até a fundiária do sítio cuidar de uma vaca, mas ela desconfiada que ele fosse ligar para a amante disse que iria junto. Já na fundiária do sítio, teriam voltado a brigar e ela teria batido na cara dele. Então ele atirou na cara dela com um revólver calibre 22, ele não soube informar quantos tiros deu. Depois disso, evadiu-se da propriedade e deixou o filho deficiente dela na residência sozinho. Eduardo afirmou que jogou a arma do crime em um rio nas proximidades.

Após ser ouvido, Eduardo foi liberado, haja vista, ter passado o período de flagrante e por não possuir nenhum mandado de prisão em seu desfavor. Diante disso ele aguardará a decisão da justiça em liberdade.