Jaru: Prefeita cassada transformou seu gabinete em um “Big Brother” com escutas e filmadoras

Jaru: Prefeita cassada transformou seu gabinete em um “Big Brother” com escutas e filmadoras

A constatação ocorreu no final da última semana após a abertura do gabinete que estava trancado desde a saída de Sonia Cordeiro do comando do Executivo Municipal, em 21 de dezembro do ano passado. Um chaveiro foi acionado tendo em vista que a gestora que ocupava a referida sala, a trancou, e não deixou a chave.

Além de processos encontrados trancafiados em armários no gabinete, diversos equipamentos de escuta e filmagens foram encontrados na sala. Os equipamentos foram implantados estrategicamente em pontos que favoreciam os ângulos e a escuta dos frequentadores do gabinete, que se sentavam a frente da prefeita cassada.

Pela constatação evidenciada, o comando das gravações era facilmente dado a partir de um simples movimento das mãos da prefeita na primeira gaveta de sua mesa.

Os equipamentos de captura de áudio estavam afixados em locais que favoreciam a captura das conversas com melhor exatidão. As imagens eram capturadas por câmeras escondidas, sendo que os melhores ângulos eram registrados por duas câmeras, uma que estava ocultada em um quadro de flor, afixado atrás de quem se sentava de frente a prefeita, e a outra que registrava a face das pessoas implantada dentro de um sensor, que em tese seria utilizado no sistema de alarme. No forro do gabinete foi recolhido fiações e mais equipamentos. Foi checado se as fiações transmitiam as capturas de áudio e vídeo para outro setor da prefeitura, o que não foi evidenciado, presume-se que as gravações eram armazenadas em um equipamento dentro da própria sala, o qual não foi encontrado.

20160124200533 (1)-001 20160124200533 (3)-001 20160124200533 (4) 20160124200535-001
20160124200549-00120160124200801-001
20160124200801 (1)-001
20160124214416 (1)-001 20160124214416-00120160124200800-00120160124200800-00220160124200801 (2)-001