Carreteiro de Jaru é rendido por quadrilha no Rio de Janeiro e obrigado a descarregar carga de carne em Favela

Carreteiro de Jaru é rendido por quadrilha no Rio de Janeiro e obrigado a descarregar carga de carne em Favela

No dia 06 de janeiro do corrente ano, o caminhoneiro Valnei Ruis da cidade de Jaru, que atua no transporte de cargas perecíveis, saiu de Jaru e estava levando um carregamento de carnes do frigorifico Frigon, até o Rio de Janeiro. Chegou ao destino no dia 11 de janeiro, e se deslocou para o local da troca de paletes, onde teve a primeira tentativa de roubo de sua carga, mas a quadrilha não obteve êxito e fugiu.
No dia seguinte, na manhã de terça feira dia 12, quando saiu do local do pernoite e onde aguardava a escolta armada, foi rendido na saída, a menos de 50 metros do local.
Os bandidos foram muito ousados e fizeram uma emboscada para interceptar a carreta carregada com carnes bovinas. Toda a ação foi em uma movimentada rua, em frente ao Detran do estado do Rio de Janeiro. Neste instante surgiram cerca de 70 homens armados, com armas de uso exclusivo das forças armadas, e o fizeram adentrar a Favela do Morro da Pedreira, local onde nem a polícia entra, por ser conhecido como o mais temido do Rio de Janeiro.
Após roubar toda a carga e pertences do motorista e do chapa, e também da escolta, e sofrerem várias agressões, as vítimas foram liberadas para que retirassem a carreta da favela. Após serem liberados ainda foram seguidos por vários quilômetros na avenida Brasil e também na Dutra.
Depois de todo o sufoco, Valnei procurou a polícia, onde registrou o roubo. O motorista já se encontra em casa, e em segurança.

Jaru Online com informações Rondo Porto