Carreta do Hospital de Câncer realiza exames de mamografia em Ji-Paraná

Carreta do Hospital de Câncer realiza exames de mamografia em Ji-Paraná

A carreta da Unidade Móvel de Prevenção (UMP) do Hospital de Câncer de Barretos começou, nesta segunda-feira (1º), a realizar exames gratuitos de mamografia em Ji-Paraná (RO), distante cerca de 370 quilômetros de Porto Velho. Mais de 40 mulheres foram atendidas no primeiro dia de exames na cidade. A carreta fica até o dia 10 no município e nos dias 11 e 12 de agosto a UMP atenderá no distrito de Nova Londrina. Aproximadamente 530 pessoas devem ser atendidas.

“Nos sentimentos mais seguras quando fazemos esse exame, pois eliminamos qualquer dúvida que possamos ter e, se encontrar algo, busca-se o tratamento o mais rápido possível”, conta a professora Heloísa Helena de Souza, que pela primeira vez realizou a mamografia na carreta, mas já faz o exame há 10 anos.

Crreta da Unidade Móvel de Prevenção (UMP) do Hospital de Câncer de Barretos em Ji-Paraná (Foto: Marco Bernardi/G1)Carreta atenderá mulheres do distrito de Nova
Londrina nos dias 11 e 12 de agosto
(Foto: Marco Bernardi/G1)

O atendimento, que é agendado previamente, acontece diariamente entre as 7h e às 17h, na unidade de saúde L1 Maringá, no bairro Nova Brasília. A organização espera receber mais 400 mulheres de 40 a 69 anos na cidade de Ji-Paraná, e cerca de 80 no distrito de Nova Londrina.

“Esse exame é extremamente importante para a saúde das mulheres. Cerca 90% das pacientes são curados quando a doença é diagnosticada no início, então devemos realizar essa prevenção. Realizado o exame, ele será enviado para o Hospital de Câncer de Barretos, onde o laudo será dado por um médico de lá. Se necessário, as pacientes serão chamadas para realizar algum tipo de exame complementar”, conta a enfermeira Marcela Araújo Amorim, responsável pela unidade móvel.

Em Ji-Paraná, os atendimentos ocorrem até o dia 10 de agosto. No distrito de Nova Londrina, os exames serão oferecidos nos dias 11 e 12 de agosto. Durante os dias 9 e 10, a equipe da UMP receberá o apoio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e da Casa de Saúde do Índio (Casai), para atender os moradores da zona rural e indígenas.

Comentários