zap log jaru transporte transportadora

Barranco cede e empilhadeira de 40 toneladas cai no Rio Madeira

Barranco cede e empilhadeira de 40 toneladas cai no Rio Madeira

Uma empilhadeira de cerca de 40 toneladas caiu no Rio Madeira no último sábado (24), quando funcionários da FH Navegações, instalada no Porto do Milho Chicão, no quilômetro 3 da Estrada do Belmont, Bairro Nacional em Porto Velho.

De acordo com informações colhidas pelo Rondoniagora, o barranco não suportou o peso da empilhadeira e teria cedido. Desde sábado, a empresa tenta retirar o equipamento do local  mas ainda não conseguiu.

Marcelo Santos, coordenador da Defesa Civil Municipal, informou que a empresa deveria ter acionado o órgão para fazer uma análise do local e se houver riscos, fazer a interdição. “Não fomos informados de nada, talvez porque eles não queiram ser interditados. Mas já estamos indo ao local”, garante Marcelo.

Em contato com o encarregado pelo serviço, ele informou que não está autorizado a falar sobre o assunto.

Outro caso

Este não é primeiro caso de barranco que cede por conta do peso que equipamentos instalados em portos às margens do Rio Madeira. No dia 13 de agosto, na Rua Belizário Pena, no Bairro Triângulo houve um desbarrancamento que engoliu no total 15 carretas, quatro motocicletas, uma caminhonete e um contêiner. A empresa Emam Asfalto, instalada no local, construiu barreiras para evitar que o material asfáltico que vazou se espalhasse pelo rio.

No dia seguinte, a Defesa Civil do Município e o Corpo de Bombeiros monitoraram a área de quase 100 metros. À época, o local foi isolado e os Ministérios Públicos Federal e Estadual recomendaram a retirada das famílias das áreas de risco.

Outra recomendação também expedida pelo órgão foi para a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) suspender as autorizações de funcionamento de terminais portuários localizados em áreas com risco de desbarrancamento, além de passar a exigir todas as licenças de caráter ambiental, tributário, urbanístico, entre outras, antes de autorizar o funcionamento de novos portos.

 

Comentários