Assaltantes de carro-forte morrem em confronto com a polícia no Maranhão

Assaltantes de carro-forte morrem em confronto com a polícia no Maranhão

Três homens suspeitos de participarem de quadrilha especializada em roubo a carro-forte morreram, no começo da tarde desta quinta-feira (16), em uma ação das polícias Militar e Civil do Maranhão na cidade de Grajaú, a 557 quilômetros da capital.

A quadrilha foi identificada após investigação da inteligência das forças policiais que durou uma semana e descobriu um plano de ação contra um carro forte na região de Sítio Novo. O veículo viria da cidade de Imperatriz, abasteceria em Grajaú e na volta seria o ataque.

“Nós conseguimos localizar o esconderijo da quadrilha, localizado na zona rural, em Grajaú, e, nesta quinta-feira (16) foi deflagrada essa ação integrada. No local tinham cinco bandidos fortemente armados, houve intensa troca de tiros e três deles morreram em confronto. Dois conseguiram se evadir do local” afirmou o delegado da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (SEIC), Thiago Bardal.

No local foram apreendidos dois carros, sendo um blindado; três fuzis, cinco pistolas, explosivos e uma metralhadora calibre .50 capaz de derrubar aeronaves e ultrapassar a blindagem de carros-fortes. Todo o material foi apresentado na delegacia de Grajaú.

Um dos suspeitos mortos na ação desta quinta-feira foi identificado como Rodrigo Bezerra Lima Nunes, o Nego da Usina, de 32 anos. Segundo a polícia, Rodrigo seria integrante de uma quadrilha especializada em roubo a carros-fortes, uma conexão do Maranhão com Goiás.

Em 2014, roubaram mais de R$ 1 milhão de veículo da Cefor que seguia de Imperatriz para Grajaú. Na época, Rodrigo e outro comparsa foram presos, mas meses depois foram libertados pelo então diretor da Casa de Detenção (Cadet) do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, Cláudio Barcelos após pagamento de propina.

captura-de-tela-2017-02-17-as-07-32-45

Direito das vítimas mulheres violencia domestica