Apostamos em uma teta mais farta. Gostou? Não gostou? O problema é seu!

Apostamos em uma teta mais farta. Gostou? Não gostou? O problema é seu!

Sem leite, sem comando da prefeitura

 

Para comprovar que vereadores, aqueles mesmo que cassaram a prefeita Sonia, tiveram seu centro de motivação “as tetas secas do governo” e não a inoperância da prefeita deposta, basta analisar o posicionamento daqueles que “mamavam” na antiga administração, que obviamente foram contrários a cassação, há quem diga que um ou mais vereadores do partido da prefeita (PT), possuíam mais de 30 portarias na administração pública.

 

Prefeitura ou maçonaria?

 

Em todo segmento público ou privado, o postulante a uma vaga de emprego necessita apresentar um currículo, onde nele deve constar suas aptidões, serviços prestados, especialidades, dados pessoais etc, etc, etc…, nesta nova fase da Administração Municipal, o principal item avaliado tem sido se o postulante é maçom, sociedade a qual o prefeito faz parte, a partir desta constatação, o emprego é quase que garantido.

 

Não te devo nada

 

É ninguém pensou nisto, 30% motivado pela opinião pública e 70% pelos interesses pessoais, a Câmara cassou a prefeita, considerada uma péssima articuladora e pouco generosa com os edis, ela despertou a vontade dos vereadores de retira-la do comando, independente quem assumisse seu lugar, pois ali já prevalecia a ideia do “pior que esta não pode ficar” fazendo assim, que o comando da prefeitura caísse no colo de seu sucessor, que já não estava nem aí com o andar da carruagem. Com isto, Inaldo entrou sem dever uma “bala” a ninguém, pois se quer se mobilizou ou articulou com os vereadores para que isto ocorresse.

 

O poder é prazeroso  

O prefeito “boiadeiro” pouco a pouco começou a gostar do negócio, e sem medo de criar desafetos, pois já declarou não ser candidato a mais nenhum cargo, faz as mudanças que vem em sua cabeça, mesmo que isto crie transtorno ou até piore as situações, “ não estou nem aí com quem foi demitido ou acha que perdeu algo comigo, não sou candidato”, chegou a dizer o prefeito.

 

A hora de pagar a divida

 

Toda pessoa que entra na política não escapa de uma dívida de campanha, seja ela enorme ou pequena, como o caso no prefeito do “chapéu” que se aventurou e tentou ser Deputado Federal, ele conseguiu a ridícula votação de 1.458 votos, mas pessoas trabalharam para obtenção deste resultado, e hoje estão gozando benefícios no Executivo Local.

 

Gostou? Não gostou? O problema é seu!

 

O prefeito que não deve uma “bala” para ninguém e também já percebeu que nunca será um “estufa urna”, aproveitou estas condições e também sua especialidade no tratamento com animais bovinos e equinos e toca sua administração. Em menos de 30 dias de governo, diversas “patadas” e grosserias já foram registradas.

 

Administrador de várias prefeituras

 

O prefeito “boiadeiro” hoje age como se tivesse um extenso e glamouroso currículo na política nacional, experiente e seguro em suas decisões, para ele não existe o talvez ou quem sabe, ou vamos avaliar as consequências, o negócio para ele é: aqui quem manda sou eu e ponto final.

Vamos ver qual vai ser o resultado desta forma administrativa.